Sheva Berachot na noite do Sedder ( Pessach) Tampa de panela Muktzê Gentio que deixa dinheiro no Shabbat Nome errado dentro da Ketubá

Hagit pergunta: “Ningu’eacute;m sabe por que todos os que atravessaram o Tri’acirc;ngulo das Bermudas desapareceram sem deixar vest’iacute;gios. O que a Tor’aacute; diz sobre isso?”

Category: // By Rabbi:  // Answer date: 12.11.2020

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email
Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

Question:

Hagit pergunta: “Ningu’eacute;m sabe por que todos os que atravessaram o Tri’acirc;ngulo das Bermudas desapareceram sem deixar vest’iacute;gios. O que a Tor’aacute; diz sobre isso?”

Answer:

Ol’aacute;, Hagit. Este ‘eacute; um erro comum. Nem todo mundo que atravessa a ‘aacute;rea desaparece, e este lugar n’atilde;o ‘eacute;  mais perigoso que outros lugares do mundo. Apesar de ser uma ‘aacute;rea popular, a ‘aacute;rea do Tri’acirc;ngulo das Bermudas n’atilde;o tem mais acidentes de naufr’aacute;gio. ‘Eacute;, na verdade, uma das vias mar’iacute;timas mais movimentadas do mundo. Os naufr’aacute;gios que foram documentados n’atilde;o eram mais freq’uuml;entes do que em outras regi’otilde;es que est’atilde;o ocupadas por linhas de embarca’ccedil;’otilde;es.


No entanto, um fen’ocirc;meno especial foi catalogado no Tri’acirc;ngulo das Bermudas: esta ‘aacute;rea tornou-se famosa seguindo casos muito estranhos de grandes navios e at’eacute; aeronaves que de repente desapareceram sem deixar um rastreamento ou chamadas de socorro. Em um famoso caso chamado “V’ocirc;o 19”, v’aacute;rios estagi’aacute;rios de piloto desapareceram junto com o seu comandante no Tri’acirc;ngulo das Bermudas, e at’eacute; mesmo o avi’atilde;o de resgate tentando localiz’aacute;-los, tamb’eacute;m desapareceu  – sem deixar nenhum vest’iacute;gio para tr’aacute;s. Alguns marinheiros e pilotos tamb’eacute;m alegaram que suas b’uacute;ssolas ficaram loucas e o c’eacute;u parecia estar em chamas naquela regi’atilde;o.


Em outras palavras, embora n’atilde;o haja mais naufr’aacute;gios de navios no Tri’acirc;ngulo das Bermudas do que em outros lugares do mundo, no entanto, alguns eventos que ocorreram ali s’atilde;o muito mais misteriosos do que em outros lugares, e, portanto, tornaram-se mais divulgados. Uma teoria apresentada ‘eacute; que existe um forte magnetismo na regi’atilde;o do Tri’acirc;ngulo, que ‘eacute; capaz de quebrar o contato por r’aacute;dio e talvez at’eacute; engolir navios ou aeronaves no mar.


Um artigo que vi mencionou que o Tri’acirc;ngulo das Bermudas adquiriu a m’aacute; reputa’ccedil;’atilde;o voltando ‘agrave; expedi’ccedil;’atilde;o de Crist’oacute;v’atilde;o Colombo, quando ele descobriu a Am’eacute;rica. Ele registrou em seu di’aacute;rio que, em 8 de outubro de 1492, ele encontrou “algo estranho que ocorre na regi’atilde;o do mar”. Existe algo escrito sobre esse fen’ocirc;meno em nossas fontes? H’aacute; uma men’ccedil;’atilde;o de um fen’ocirc;meno semelhante na Guemara, no coment’aacute;rio de Rashi No Tratado de Berachot (8a): “‘Eacute; como [puxar] uma corda atrav’eacute;s dos buracos [de um navio]” – nesse caso Rashi explica que o oceano tem lugares que n’atilde;o toleram o ferro, ent’atilde;o eles prenderam as placas do navio com cordas e as varas que inserem em seus buracos e que devem ser empurradas com for’ccedil;a, porque s’atilde;o t’atilde;o grossas quanto o buraco. “Rashi est’aacute; descrevendo lugares no oceano conhecidos pelos marinheiros na antiguidade, que  costumavam engolir metais e eram perigosos para os marinheiros.


Skip to content